Uma das dificuldades da área do Web Design é se manter conectado com as novas tecnologias/formatos que surgem a cada dia, tendo que combinar essas novidades com os anseios do consumidor, que também são bastante instáveis e muitas vezes imprevisíveis. Na internet as modas passam muito rápido; um meme que ontem era um sucesso no dia seguinte ficará batido.

Por isso, a melhor maneira de evitar ficar ultrapassado é olhando para o futuro, tentando prever para onde a tecnologia e o design estão caminhando.

Separamos nesse artigo caminhos possíveis que – ao que tudo indica – se concretizarão nesse ano. Boa leitura!

infolabbo_tendencias_web
 

1. Sites que valorizam muito a imagem, com pouco texto.
Muito comum em E-commerces de joias, roupas e cosméticos, esse formato conquista cada vez mais os web designers. A composição é simples, mas não simplista, e consiste em uma foto de alta resolução cobrindo toda a tela, combinada a fontes bem escolhidas. Os botões ( call-to-actions) são colocados em locais que não atrapalhem a visualização da imagem, pensando sempre na experiência do usuário.
 

2. Design Responsivo levado a sério
Apesar do Design Responsivo figurar como uma necessidade há vários anos, apenas recentemente as empresas têm aceitado investir um pouco mais para serem vistas com qualidade em telas de todos os tamanhos. Um possível motivo para esse fato é a mudança no algoritmo do Google (leia aqui), que passa a valorizar sites com Design Responsivo para buscas feitas a partir de dispositivos móveis.
 

3. Formatos audiovisuais valorizados
Esse é um dos pontos que divide muitos especialistas. Provavelmente você já entrou em um site que começa a rodar um vídeo assim que a página termina de carregar. O que podemos indicar é que não existe nem certo nem errado; existe mais adequado ou menos adequado.

Para saber se essa tendência, de colocar um vídeo rodando assim que a pessoa acessa o site, é válida para o seu caso, analise o seu público e o seu ramo de atuação. Se, por exemplo, sua empresa for uma produtora que trabalha com filmes e sketches, talvez seja uma boa maneira de surpreender o público. Mas caso você cuide do marketing de um banco, por exemplo, não é recomendado colocar o vídeo na página inicial, já que as pessoas estão focadas em encontrar o serviço que buscam, e não em construir um relacionamento com a marca.
 

4. Infográficos como forte aliados da geração de conteúdo
Hoje, além de criar material exclusivo, é necessário também dar a ele uma roupagem moderna e atraente. Criar um infográfico exige tempo e investimento, mas esse formato – em que o conteúdo é digerido com maior facilidade – ajuda a trazer pessoas para seu site, com maior chance de que elas se transformem em leads. Saiba mais sobre infográficos.
 

5. Fontes diferenciadas
Web Designers finalmente têm explorado outras opções além de Helvetica e Arial. O resultado são composições mais elaboradas, com tipografias manuscritas elegantes, que se relacionam com os outros elementos (botões, fotos e elementos gráficos), destacando o conteúdo.

Agora que você já conhece algumas das tendências de Web Design, aproveite para investir em estratégias digitais que valorizem sua marca no mundo on-line. Converse com a Labbo e descubra como se manter à frente de um mercado que está sempre em transformação.

 

#algoritmo do Google #call-to-action #design responsivo #E-Commerce #infográfico #leads #tipografia #Web #web design