Balanço de caixa, pontuação no campeonato, Produto Interno Bruto. Percebeu alguma semelhança? Os três são formas de controlar o rendimento, seja nos lucros, nos jogos ou na economia. Ou seja: é fundamental usar meios de monitoramentos para saber quais resultados sua estratégia está apresentando. Mas quais são os critérios utilizados para medir resultados nas mídias sociais?
Nas mídias sociais não é diferente; existem formas de analisar se você está fazendo um bom trabalho, sendo essa tarefa conhecida pelo nome mensuração de dados. Separamos, a seguir, três tópicos essenciais, que explicam as bases de um bom trabalho de mensuração de dados nas redes sociais.
 

1- Mensuração

Mensurar dados nas redes sociais significa, primeiramente, analisar a reação dos consumidores às mensagens que você envia a ele. Ou, em outro nome, a influência que você consegue estabelecer sobre ele. Como saber, portanto, se as pessoas estão interessadas no que você diz, buscando se conectar com a filosofia da sua empresa ou produto? Nesse caso, use a dica dos dois “Q”: quanto e quando.
Por exemplo: quantos likes sua página ganhou recentemente? Quantos usuários são ativos, postando espontaneamente conteúdo a favor de você? Quantos comentários você recebe diariamente? Quantos compartilhamentos seus posts têm alcançado? Quantos retweets você recebe em cada postagem?
A seguir, entramos no “quando”, ou seja, o momento em que tudo isso acontece. Quando os usuários mais se conectam a sua marca? Quando foi o momento em que a sua fanpage ou site mais recebeu acessos? Quando seu post gerou repercussão?
Ao cruzar esses dois dados é possível estabelecer padrões que ajudam a entender a reação das pessoas, facilitando a criação de conteúdo que ofereça maior potencial de engajamento.
 

2 – Relevância

Após a análise das interações, é preciso fazer o estudo da relevância dos dados que você levantou, analisando se o conteúdo está adequado. Isso significa selecionar apenas os dados que se mostraram mais interessantes. Mas como saber quais os dados mais relevantes?
O método é valorizar as informações garimpadas que dizem que o usuário gostou do que você publicou. Separe, portanto, se você conseguiu referências externas (alguém de outro site ou página falando sobre o seu conteúdo), se o seu tweet ou a sua página foi favoritada, se o seu post alcançou um número muito maior de likes e compartilhamentos do que normalmente consegue.
Portanto, revisando brevemente os dois pontos que já foram explicados: primeiro você faz uma análise geral, quantitativa, buscando enxergar nos números um padrão para nortear suas ações futuras. A seguir, é hora da análise qualitativa, em que você seleciona alguns desses dados para medir a qualidade do seu trabalho.
 

3 – Engajamento

Por último, você deve analisar o engajamento, ou seja, como o consumidor está se sentindo. Mas por que, já que os dados selecionados fazem esse trabalho?
Vale lembrar que – ao contrário da televisão ou revista – na internet você não pode tratar o consumidor como um número. O contato com ele é instantâneo e você deve iniciar conversas com os consumidores, e não discursos.
Descubra, então, quem são os membros mais ativos na sua página, se existem outros grupos não oficiais que falam sobre seus produtos e se os seus consumidores se preocupam em levar adiante a sua mensagem. Engajar é o verbo base das mídias sociais e se você percebeu (com a mensuração de dados) que sua estratégia é frágil nesse aspecto, talvez seja o momento de rever o plano.
Portanto, lembre-se: a mensuração de dados deve ser sua bússola na internet.

#análise das interações #engajamento #Labbo #medir resultados nas mídias sociais #mensuração de dados nas redes sociais #Midias Sociais