Confira as 5 técnicas de UX (Experiência do Usuário) para melhorar o desempenho do seu site, ou e-commerce:

Hoje muitas pessoas já consideram a Revolução Digital tão importante quanto a Revolução Industrial. Ambas mudaram toda a sociedade, em todos os pilares de sustentação dela. A economia e o jeito de fazer negócios mudou, assim como o acesso à informação e a possibilidade de disseminação de conhecimento. Sem falar, é claro, do imenso avanço na área da comunicação.

Por se tratar de um avanço muito recente, são novas também as profissões dedicadas ao mundo digital. Surgiram, nos últimos 20 anos, inúmeras áreas que não existiam. E, com o passar do tempo, esses profissionais foram aprendendo por tentativa e erro, estudando, trocando conhecimentos, até que hoje podemos dizer que já dominamos um bom arsenal de informações que evitam muitos erros.

Um dos erros mais frequentes do passado é que os desenvolvedores, entusiasmados com as possibilidades da tecnologia, faziam sites a partir do que eles gostavam. Uma rápida busca nas imagens do Google pode mostrar vários exemplos disso.

Com o passar do tempo, no entanto, a teoria da comunicação voltou a prevalecer: a mensagem é destinada do emissor ao receptor, e quanto menos ruído (falhas/problemas/dificuldades de compreensão) houver, mais assertivo será o processo comunicativo.

Portanto, os bons desenvolvedores passaram a focar no que os usuários gostavam. E foi nesse período que começaram a se desenvolver muitos princípios de Experiência do Usuário – UX. Separamos, portanto, algumas técnicas de UX que oferecerão melhores resultados para o desenvolvimento de sites.

 

1. Pesquise

Existem vários métodos para descobrir o que uma pessoa espera do seu site. O mais tradicional é a boa e velha conversa. Lembre-se sempre de contratar um mediador eficiente e separar algumas perguntas, para fazer o diálogo render mais. Selecionar o público correto também é fundamental.

 

2. Crie o site a partir das suas pesquisas

Analise os resultados, discuta com a equipe e estabeleça as diretrizes antes de começar a trabalhar. Faça um bom wireframe e determine o conteúdo de cada página.

 

3. Crie um protótipo

Não invista todo o seu esforço e investimento em um site completo, que pode não atingir os objetivos quando estiver pronto. Faça uma versão de teste e coloque à prova, com pessoas da sua equipe e com novos entrevistados, se possível.

 

4. Encontre os erros e implemente as melhorias

Identifique as falhas, os pontos que causam problemas na navegação. Redesenhe o wireframe se necessário e faça todos essas melhorias que não estavam previstas no primeiro projeto.

 

5. Finalize o trabalho

Muitos sites nunca ficam prontos porque os responsáveis estão inseguros e com medo de colocar no ar algo ruim. Nesse caso, lembre-se: a primeira versão de um site nunca é perfeita. Portanto, se você seguiu com esmero todas as etapas anteriores, publique seu site sem medo.

Ajustes sempre serão necessários, mas é a partir da diária interação das pessoas com seu site, e do estudo da Experiência do Usuário que você poderá melhorar continuamente.

Esperamos que tenha aproveitado a leitura e caso precise de mais orientações para o seu site, entre em contato com Labbo Sites.

#desenvolvimento de sites #experiência do usuário #UX